quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

As Cinco Linguagens do Amor


Ps.: Gente vou compartilhar com vocês um texto que recebi da Raquel Almeida, ele foi escrito pela Iana Coimbra, esse texto é um complemento dos texto que postei sobre "Infância: Uma terra produtiva".


Você já ouviu falar das Cinco linguagens do amor? Existem muitos livros hoje em dia que foram escritos por pessoas de Deus com o objetivo de ajudar as famílias. As Cinco Linguagens do Amor é um deles. O autor deste livro identificou que todas as pessoas possuem uma forma específica de amar e se sentirem amadas. Quando você descobre como seus pais, irmãos, tios, avós, se sentem mais amados e a forma como eles demonstram que te amam, fica bem mais fácil perceber as diferenças, de reconhecer o amor dos outros e de demonstrar todo o seu carinho da forma que as pessoas gostariam de receber.  
 
As Cinco Linguagens do Amor são: toque físico, palavras de afirmação, tempo de qualidade, atos de serviço e presentes. Que tal conhecer um pouco sobre elas:
 
- TOQUE FÍSICO: O toque físico é uma das formas mais fáceis de perceber o amor. Você abraça quem é importante para você? Você gosta de andar de mãos dadas com aqueles que você ama? Você fica feliz ao ver receber um carinho na cabeça, nos cabelos ou nas mãos? Geralmente esta é uma das primeiras formas de comunicar amor que aprendemos. Você já reparou que as crianças amam dar beijos e abraços? Ao fazer isso elas estão dizendo que amam mesmo sem falar nenhuma palavra. Se você respondeu sim às perguntas acima, provavelmente esta é a sua primeira linguagem: a forma como você demonstra que ama e como gosta que as pessoas demonstrem que te amam. Pare e pense: você conhece alguém que sempre procura te abraçar, que conversa encostando, tocando em você? Se a resposta é sim, provavelmente esta é a forma que essa pessoa está dizendo que você é importante para ela, mesmo que ela nunca use as palavras para isso.
 
- TEMPO DE QUALIDADE: O tempo de qualidade significa o tempo que você dedica exclusivamente a alguém, sem ter outras distrações por perto. Por exemplo, o tempo que vocês se dedicam à conversa, a assistir um filme juntos, a ver fotografias, a tomar um café, etc. Se você se sente importante, amado, quando alguém abre mão de fazer outra coisa simplesmente para passar tempo com você, provavelmente essa é a sua primeira linguagem. Ao mesmo tempo, se alguém exige sempre a sua presença, e de forma até exclusiva, essa é a principal forma que essa pessoa encontrou para dizer que te ama. Na Bíblia podemos achar um exemplo de alguém que tinha essa como primeira linguagem. Maria, irmã de Madalena, amava ficar aos pés de Jesus. O prazer dela estava em simplesmente ficar ali. Era dessa forma que ela dizia ao Mestre que o amava.
 
- ATOS DE SERVIÇO: Sabe aquelas pessoas que se empenham em fazer tudo para agradar? Que chegam a sua casa e lavam a louça, se alegram em ajudar a arrumar o armário e sempre estão prontas a oferecer aquela mãozinha? Essas são as pessoas que têm como primeira linguagem de amor atos de serviço. Ou seja, para elas, o amor está relacionado ao fazer. Há um bom exemplo sobre isso na Bíblia. Você se lembra de Marta, irmã de Maria e Lázaro? Ao saber que Jesus se aproximava, ela sempre se preparava para servi-lo. Fazia comida, organizava a casa e estava sempre envolvida com alguma atividade. Essa é uma linguagem muito bonita, porém é preciso compreender que as pessoas devem amar e ser amadas não pelo que elas fazem, mas sim por quem elas são.
 
- PALAVRAS DE AFIRMAÇÃO: Muitas pessoas precisam ouvir que são importantes, que são lindas, que são inteligentes, que são competentes e divertidas. Isso significa palavras de afirmação, ou seja, a manifestação verbal de sentimentos. Da mesma forma, existem pessoas que sentem a necessidade de dizer sempre o quanto amam seus amigos, o quanto eles são importantes, o quanto são legais. Ao fazer isso, está se demonstrando que palavras de afirmação é a forma de comunicar seu amor. E existem pessoas que precisam dessas palavras para se sentir importantes. Para elas não basta alguém passar tempo, dar presentes ou abraços, elas precisam ouvir o que os outros pensam. Se este é o seu caso, palavras de afirmação provavelmente é a sua primeira linguagem.
 
- PRESENTES: Quem gosta de ganhar presentes? Todo mundo. Quem gosta de dar presentes? Nem todos. Presentes é uma linguagem peculiar e não está necessariamente ligada ao valor. Por exemplo, muitas crianças fazem desenhos lindos para os pais, irmãos e tios. Para elas, esses papéis coloridos são preciosos presentes, uma forma de dizer que amam e se importam. Muitas meninas adoram gastar tempo pensando em coisas criativas para presentear: surpresas, cartazes, fotografias, entre outras coisas. Se você é do tipo que sempre que viaja pensa em trazer lembranças para seus amigos, que nunca se esquece de comprar um presente nos aniversários, e que até mesmo se desaponta quando as pessoas se esquecem de te presentear, provavelmente esta é a sua linguagem.
 
Conseguiu identificar a sua principal linguagem? Conseguiu identificar à das pessoas que moram com você? Aprender a se conhecer e conhecer as pessoas é muito importante. É importante também você comunicar às pessoas como você gostaria de ser amado, qual a sua primeira linguagem, aquilo que o faz se sentir único. Para isso é importante desenvolver também a comunicação com a sua família.
 
Pense nisso e comece hoje mesmo a amar seus familiares da forma como eles se sentem amados!
 
Livros que podem te ajudar:
 
- As Cinco Linguagens do Amor. Autor: Gary Chapman – Editora Mundo Cristão
- As Cinco Linguagens do Amor para Adolescentes. Autor: Gary Chapman – Editora Mundo Cristão
- Edificando um novo lar: Autores: Iara Diniz de Paula e Ciro Diniz de Paula – Editora Diante do Trono

12 comentários:

Cida Kuntze disse...

Oi amiga!
Que bela postagem, gostei muuuuuito.

Às vezes não atentamos para pequenos detalhes que são verdadeiras demonstrações de amor, as linguagens de amor do outro e a nossa. Que interessante lendo e pensando a respeito. Já identifiquei algumas coisas e algumas pessoas...rsrsrs.

Quando minha filha chega com um pequeno pedacinho de papel desenhado, dizendo que é um cartão ou carta pra mim, dou muito valor, pois sei que ela o fez de coração.

Beijos querida e obrigado por compartilhar esse texto conosco.

Gisele Vargas disse...

Oi Tarcinha amada,sabe que é assim mesmo?Pois após ler o livro entendi porque meu marido vivia me agradando com "ações" enquanto eu adoro dar e ganhar "presentes" e minha filhota não é chegada em muito "xamego" mas adora ganhar "presentes" como eu,já meu filho sabe muito bem expressar seu amor através de "palavras de afirmação".Assim pude entender melhor como expressar meu amor por eles e não ficar "decepcionada" se não expressam da mesma forma que eu.Muito legal tua postagem!
Beijos minha flor!

Vivendo pela Palavra de Deus!!! disse...

Oi amiga, ja deu uma olhada no As Cinco Linguagens do Amor. Autor: Gary Chapman. Acredito que quando compreendemos como cada um expressa viveremos LIVRes, sempre esta cobrando e nem se cobrado para ser igual a ninguém!!!Uma boa noite

Thaís Nolasco. disse...

Olá, obrigada pela visita. Eu já havia lido algo sobre as cinco linguagens do amor em algum lugar, que não me recordo. E já ouvi falar do livro do Gary Chapman, e concerteza vou procurá-lo pra ler, rs. Adorei a postagem, é bem clara e objetiva, e nos faz perceber realmente qual é a nossa linguagem. Adoreei :) Beeijos, paz :*

Machado de Carlos disse...

Incríveis as formas de Amar. Então podemos amar de muitas maneiras.

Danny.elle disse...

Oi Tarci, já li esse livro é muito bom mesmo, né...ele dá uma grande ajudar para podermos se relacionar melhor com as pessoas mais próximas...hehe

Grande Beijoooo

Huandra Siqueira disse...

Oi! Que blog fofo o seu. Gostei! =D

http://tarcisoares.blogspot.com/

Ministério de Louvor disse...

Olá minha amiga!!!
Que correria esta semana, muito cansativa, mas enfim estou aqui e tb consegui atualizar meu blog. GLORIA A DEUS!!!
Que texto!!!
Gostei muito.
A Iana Coimbra é filha da Bel Coimbra (DT)nao é?. Eu já li a sinope deste livro, porém, não o li completamente. Mas sei que é valoroso.

Tenha um fds muito abençoado,

beijos
Suely

Clécia Ferreira disse...

Tarci também é cultura, rsss....
muito bom este post...
deixa-me ver como amo, rsss.....
me encaixo em "tempo de qualidade"!
Bjo Tarciiiii!!!

Filipe Oliveira disse...

Oi Tarci, me identifiquei com algumas coisas desse texto, achei moh interessante. Deu até vontade de ler esse livro viu? kkkkkk

Que Deus te abençõe!

Lucinalva disse...

Oi Tarci
Tenho esse livro: As Cinco Linguagens do Amor. Autor: Gary Chapman, mas está emprestado. É muito legal, consegui identificar algumas amigas e amigos. Bela postagem. Bjs

Raquel Almeida disse...

Eu gosto muito de ministrar este assunto, pois para maioria é sempre novidade. Aí as pessoas começam a entender melhor seus filhos, seus alunos e seu cônjuge. E nós também nos conhecemos melhor e paramos de nos sentir culpados por algumas coisas.
Tenho uma amiga que a linguagem de amor dela é prestação de serviços e da sua filha é toque, imaginem a confusão rsrs! Mas sabendo disso elas procuram se ajustar.
Beijos!