sábado, 28 de janeiro de 2017

Seja Grato!

"Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. (1 Tessalonicenses 5:18)" 

Seja grato, se você ainda não conseguiu aquilo que tanto deseja, porque isto lhe dá oportunidade de perseverar na conquista do seu sonho.
Seja grato, se você ainda não sabe o que gostaria de saber, pois isto lhe dá oportunidade de aprender.
Seja grato pelos momentos difíceis, porque você terá oportunidade de crescer na graça do Senhor.
Seja grato por suas limitações, porque você terá excelente oportunidade de aperfeiçoamento.
Seja grato pelos desafios que surgem à sua frente, porque lhe darão oportunidade de solidificar e fortificar o seu caráter.
Seja grato pelo cansaço, porque você está se esforçando para fazer a diferença.
Seja grato! A gratidão pode transformar sua noite escura de choro, numa linda e promissora manhã ensolarada de alegria. Demonstre uma genuína gratidão em todas as coisas, até mesmo pelos seus problemas, porque eles podem ser o canal que Deus está usando para abençoar e transformar você de uma maneira jamais imaginada!
Seja grato em TUDO! É o que a Palavra do Senhor diz para você hoje!

Autor: O Cacique (Marcelo Pedro)

Ps.: Hoje na minha lembrança do facebook veio esse belo texto do Pastor Marcelo, era o famoso Cuscuz Diário, então resolvi compartilhar com vocês. Que sejamos edificados!!!

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Teste de Compatibilidade

Semana passada, mas precisamente na quarta-feira (11/01) começamos os teste de compatibilidade. O primeiro exame a ser feito foi o Fator Rh, pra saber qual o tipo sanguíneo (A, B, AB ou O). Minha mãe, meu irmão e alguns tios/tias fizeram o exame, o resultado saia no mesmo dia, mas como iríamos viajar deixamos pra pegar nessa semana. Tiver que conter a ansiedade, pois pasmem, eu ainda não sabia meu tipo sanguíneo e esse é o primeiro passo para sabermos os possíveis doadores. Até que foi tranquilo controlar a apreensão, passei alguns dias de descanso com a família em Serrambi, Litoral de Pernambuco, nossa praia preferida. Foram cinco dias bem abençoados! Só posso agradecer a Deus, pois sei que tudo é Ele quem proporciona.
Voltando para os exames... Ontem minha mãe pegou o nosso resultado e hoje meus tios pegaram os deles. Das pessoas que fizeram, duas tias não foram compatíveis e cinco foram... uhuuu... Imaginem minha alegria, foi grande! Dos cinco, quatro seguiram para fazer novos exames, meu irmão (Thiago) e três tios (Lucinalva, Edilson e Daniel), minha mãe não pôde, apesar de ser compatível comigo a pressão arterial dela deu alta. Ela ficou triste, visto que queria muito ser a doadora, mas falei pra ela que não ficasse, pra tudo há um propósito e sei que quando chegar o dia do transplante precisarei dos cuidados dela.
O primeiro passo já foi dado, agora vamos para os próximos... Daqui a um mês estaremos realizando mais outras baterias de exames, o médico disse que ainda tem bastante exame para se fazer, pois precisa estudar bem tanto o doador, quanto o receptor. Tudo durará em torno de uns 6 meses (+ou-). Enquanto isso, eu espero e caminho, é como diz a música do Marcos Almeida, "Esperar em Ti é sempre caminhar". Estou procurando viver um dia de cada vez, é fato que existe aqueles dias que o desânimo quer bater a porta, mas sigo confiando em Deus e na Sua Bondade. Ahhh!! Estou firme e forte na academia e sinceramente, amando cada vez mais... Fiquem com Deus!!!
Abaixo fotos desse meu relato.

Alguns dos meus familiares fazendo o exame do Fator Rh.

Da nossa praia preferida! 

Família que eu amo! Presente de Deus!      

A turma da academia!!

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Reunião de Família

Sábado foi dia de reunião de família. Meus parentes tanto por parte de mãe, quanto de pai vieram aqui pra casa. Eu amo quando minha família se reuni, é sempre alegre e divertido, só que dessa vez foi para falar de um assunto delicado... Meu teste de compatibilidade que será na quarta-feira (11/01). Quando a médica falou que eu precisaria do transplante renal logo minha mãe se prontificou em ser a doadora, mas a médica disse: "Reúna a família e explique para eles a situação". Assim minha mãe fez e como de costume aproveitamos o momento para orarmos, ler a bíblia, ter uma boa comunhão com os nossos. Fiquei feliz pelos que se colocaram a disposição para fazer o teste, por cada palavra de força que tenho recebido da parentela... Obrigada! Muito obrigada mesmo! Tenho passado dias de ansiedade e o desânimo tenta me abater, mas Deus é tão gracioso para comigo, apesar de mim, Ele tem demonstrado o Seu amor e bondade dia após dia. Sei que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, Romanos 8:28 diz isso, e eu O amo independente das circunstâncias que estou vivendo. Ele continua sendo Deus, um Deus Soberano, cheio de graça, misericórdia, que criou todas as coisas e jamais disse que eu estaria livre de aflição, mas Ele prometeu sempre estar comigo, Sua presença em meio ao sofrimento é algo maravilhoso. Meu desejo é que vocês também possam desfrutar dessa doce presença.

"Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada" (Romanos 8:18).

"E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito" (Romanos 8:28).

Uma semana abençoada para todos! Que a paz que excede todo o entendimento invada nossos corações dia após dia.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Sobre hoje... Academia, médico, família!

Hoje foi um daqueles dias bem cheio, achei que não daria tempo de fazer tudo, mas deu. Na manhã de hoje comecei a ginástica, faz tempo que a médica manda fazer alguma atividade física para ver se libero as toxinas do meu sangue pelo suor, isso ajudaria na minha saúde. Passei um tempo caminhando e andando de bicicleta, até que por incentivo da minha mãe e da tia Sônia criei coragem, me rendi a academia. Meu primeiro dia foi uma resenha, me cansei facilmente e ainda passei mal por ter ido fazer exercício apenas com um copo de leite, botei tudo pra fora depois de muito pular na aula de jump. Mesmo assim, gostei bastante da aula e recebi bastante encorajamento pra continuar, espero me manter firme.
A tarde tive consulta com o Cirurgião Vascular, no Hospital das Clínicas, local onde faço tratamento desde meus 13 anos. Pra não perder o costume o HC estava lotado, mas até que a demora foi superável hehe... O Cirurgião Vascular é uma especialidade médica que cuida de doença das artérias, veias e vasos linfáticos. No caso de um paciente que fará hemodiálise, é preciso colocar as fístulas, criando um acesso vascular para que se tenha o volume necessário de sangue, que é quem possibilitará a conexão do sistema circulatório com a máquina de diálise. Minha Nefrologista me encaminhou para essa especialidade para começar esses procedimentos caso venha fazer a hemodiálise. Nas próximas semanas farei uma série de exames e essa cirurgia de pequeno porte, porém delicada. O meu coração ficou aflito, porém, colocando sempre em mente a confiança em Deus.
A noite recebi a visita do estimado Pastor Marcelo Pedro e fomos no culto de oração na igreja que meu Tio Edilson pastoreia. Após o culto meus tios, tias juntamente com Marcelo vieram aqui pra casa. Ofereci a eles um delicioso pudim gelado que fiz (detalhe). Eles discutiram sobre uma viagem que eu faria depois de amanhã com o Pastor Marcelo e sua esposa Rute para Goiás (ir ou não ir). Infelizmente não será possível fazer essa viagem, devido a rígida dieta que faço. Que tristeza! Queria tanto... Ainda mais participar de uma Conferência Missionária da Missão Novas Tribos do Brasil, algo que queima em meu coração. Já chorei, quem sabe alivia mais o que estou sentindo. As vezes é difícil compreender certas situações que passamos, contudo, sei que há um propósito. Nesse momento eu não consigo enxergar o motivo pelo qual essa enfermidade piorou tanto, mas se for para que Deus seja glorificado, eu fico feliz. Que a vontade Dele seja feita em mim sempre e que eu aceite sem murmuração. 

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Conta as bênçãos

Tem um hino do Cantor Cristão que gosto bastante, ela diz o seguinte: "Conta as bênçãos, conta quantas são. Recebidas da divina mão. Uma a uma, dize-a de uma vez, hás de ver surpreso quanto Deus já fez." O ano de 2016 se foi e entramos em 2017, quantas expectativas coloco em meu coração para esse ano que se inicia. E quando olho para trás posso ver quantas bênçãos recebi. Houve lutas? Sim, muiiitas. Mas, acredito que tudo serviu para o meu aprendizado, posso sentir a poderosa mão de Deus em cada experiência vivida... Na alegria, na tristeza, na dificuldade, na decepção, nas vontade de me retratar, na família, no seminário, no desemprego, na falta de consideração, na insônia que teima em me assolar na madrugada, na TPM, na decisão mal pensada, na minha saúde, na ansiedade, nos novos amigos que fiz e os velhos que se foram, em cada demonstração de carinho que recebi, nas vezes que fui rejeitada, nos livramentos que foram tantos... mais tantos que só posso ser grata. Olho para trás e vejo a Soberania de Deus em tudo, me sinto vitoriosa mesmo em meio a um tenebroso mar de incertezas. Eu não sei o que será do meu amanhã, nem desse ano de 2017, meu coração as vezes fica abatido, sou humana, porém, escrevo nessa madrugada com uma confiança tão serena Naquele que me formou, sabendo que Sua vontade é boa, perfeita e agradável, seja ela favorável ou não aos meus olhos, o Senhor tem me levado a uma profunda segurança Nele e sou grata pela vida que graciosamente me deu. É muito bom viver, porém, é melhor ainda viver para a Glória de Deus, esse é meu desejo, dia após dia, glorifica-Lo e fazê-Lo conhecido. Não quero viver uma vida medíocre de conforto e prosperidade material, ter além do que de fato preciso, mas sim correr a carreira gloriosa que me é proposta pelo céu. Conhecer a Deus de forma intima, pessoal e profunda é a única coisa que pode transforma o ser humano, é algo infinitamente superior a bens e riquezas, é tão precioso e singular, que fica difícil expressar em palavras. Mas, é só olhar para as escrituras que compreendo pelo que realmente vale a pena viver, isso dá sentido a vida. Deus criou a mim e a você com um propósito. Que esse ano de 2017 Ele abra nossos corações para que possamos viver pelo que realmente importa, algo muito maior do que nós mesmo.

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Um testemunho de amor

Hoje pela manhã eu recebi o testemunho de Erica, através de sua irmã Raquel Almeida, uma querida amiga que mora em Belo Horizonte. Erica doou um rim para seu pai e relata que teria feito tudo de novo. Histórias lindas e de encorajamento merecem ser compartilhadas.

Em 2010 recebi a honra de ser compatível para um transplante renal! Em meio há tantos filhos, eu era a única compatível ao meu pai, por ter o tipo sanguíneo que ele precisava. Digo honra porque o gesto é nobre, envolve amor ao próximo. Eu tenho a convicção de que este processo nasceu no coração de Deus, no momento em que ele colocava cada órgão dentro do primeiro homem que ele criou, momento em que ele colocava dois rins, e não apenas um... justamente porque todos nós conseguimos ter uma vida normal e saudável com apenas um!!! E digo com toda experiência. Após todos esses anos vivendo com apenas um rim, levo uma vida extremamente normal. Nunca tive problema de saúde, nem quando tinha os dois, e nem agora com apenas um rim, pelo contrário! A felicidade de ter sido útil, me engrandeceu a alma!
Imagina você tirar um ser humano, de uma tormenta de saúde, ver essa pessoa ser feliz, viver com dignidade!! Pois é isso que Deus quer pra nós! Tem coisas que cabe a Medicina, mas gestos nobres e de amor cabe a quem ama, se sacrifica e obedece a palavra de Deus! Serão exames que confirmarão a compatibilidade, a saúde do doador, e a cirurgia é linda!!! Um momento inesquecível! Me emociono ao lembrar de tudo que vivi ao lado do meu amado e lindo pai. Se eu pudesse voltar atrás, teria feito tudo de novo.... nada se compara ao sorriso que ele abria quando se lembrava que estava curado! Que podia enfim beber água sem se sentir culpado, ou passar mal!!!

Essa é a  Érica

Érica e sua linda família.

Erica, muito obrigada por enviar esse lindo depoimento que me trouxe tanta esperança nessa manhã. Muito obrigada a cada pessoa que tem reservado alguns minutos do seu dia para orar por mim e me enviar palavras, vídeos de encorajamento. Pequenos gestos fazem a diferença! Sei que Deus está no controle e tem cuidado da minha vida. Fiquem na paz!!!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Sobre a Síndrome Nefrótica

Na postagem anterior eu falei que passo por uma enfermidade desde os meus 13 anos. Hoje vou falar um pouco mais sobre essa doença (Definição, causas, sintomas e tratamento). 

DEFINIÇÃO DE SÍNDROME NEFRÓTICA

A função central do rins é filtrar o sangue. Tudo o que é desnecessário (e tóxico) no sangue é eliminado pela urina. As proteínas são primordiais para o organismo do ser humano, no entanto, as pessoas com Síndrome nefrótica botam pra fora essas proteínas. Portanto, a Síndrome nefrótica é uma doença dos rins que gera grande perda de proteínas na urina, acima de 3500 mg (3,5 gramas) por dia é um indicio da doença dos glomérulos renais. O glomérulo é uma alicerce dentro dos rins que é responsável pela filtração do sangue. Ele age como filtro, isto é, separa o que deve ser eliminado pela urina e o que continua no sangue. Quando há uma lesão nesses glomérulos é como se houvesse um furo e as proteínas fugissem. A eliminação elevada dessas proteínas pela urina tem o nome de proteinúria. 

A CAUSA

Pode ser ocasionado por várias doenças (diabetes, lúpus, sífilis e hepatite viral). No meu caso, ela é idiopática, ou seja, desconhecida, pois não tive nenhuma dessas doenças citadas. Os médicos não sabem a causa, já passei por diversos exames, biópsia e uma pesquisa no HC, mas até agora nada de descobrir. 

SINTOMAS

Devido a grande perda de proteínas na urina, um dos sintomas apresentados é um excesso de espuma na urina; inchaços (comigo começou nas pernas e depois evoluiu para o corpo todo, lembro que a 15 anos atrás peguei 10 kg de inchaço); Hipertensão Arterial; Níveis baixos de albumina (que é a proteína do sangue); Grau alto de colesterol (minha taxa era alta, mas tomo medicamente para controlar); Infecções (visto que os anticorpos são expelidos pela urina). Essas mutações relatadas são as que explica bem a existência da síndrome nefrótica. Eu tive todas elas.   

TRATAMENTO

O tratamento pode ser diferente para cada paciente. No meu caso, comecei o tratamento com corticoides, mas não houve um bom resultado. Então passei a tomar a ciclosporina, durante alguns anos o resultado foi bom, tomei esse medicamento por 13 anos, depois fiquei apenas com a sinvastativa (pra colesterol) e o enalapril (pra pressão) até hoje. Em alguns casos, a doença responde bem ao tratamento e pode haver cura, entretanto, nem sempre isso acontece, comigo por exemplo, após esses 15 anos de tratamento houve uma evolução para insuficiência renal, necessitando assim do transplante ou hemodiálise. Mas, apesar disso eu sei em quem confio e estou plenamente certa de que aquele que começou a boa obra a aperfeiçoará até o dia de Cristo (Filipenses 1:6)