quinta-feira, 19 de maio de 2011

Um mundo sem sons

Marina havia perdido a audição aos dez anos. Os pássaros que cantavam na mangueira de sua casa e que ela tanto gostava, foram emudecendo...
Mais tarde saberia que uma medicação teria causado a surdez. Na escola uma nova realidade: Não conseguia escutar os colegas, nem a professora, começou a ler os lábios das pessoas.
Tinha vergonha de dizer que não escutava, no entanto as notas baixas e a falta de atenção foram motivos para a professora investigar junto aos pais, que levando-a ao especialista diagnosticou surdez total.
Este fato, no entanto, não a afastou dos estudos. Fez faculdade, especialização... É um exemplo de vida. Ela nos mostra que existe uma voz maior, uma linguagem que todos entendem: A voz do coração, que não precisa de palavras para se expressar. Esta voz bem alto, através de atitudes.
O mundo sem sons, transformou-se comunicável através de LIBRAS (Linguagem Brasileira de Sinais).
Mariana me ensinou muito. Os desafios vem, para que possamos compreender mais o outro e crescer. Que possamos a cada dia, ouvir mais com o coração. 

Ps.: Essa mensagem minha mãe escreveu pro blog da minha tia Nalva (Reflexões Diárias), gostei bastante dela pelo fato de ser uma história real, então estou compartilhando com vocês aqui no blog também.

Beijos


4 comentários:

Anne Diwash disse...

É verdade minha querida!! precisamos ouvir mais com o nosso coração..lindíssima mensagem!! Tocou-me!!! olha estou aqui retribuindo o carinho de sua visita! Jesus é maravilhoso né! obrigada!!
como nos encontrou.. (so por curiosidade) é que sou nova nessa area! to te seguindo viu..

Anne Diwash disse...

http://alegrate11.blogspot.com
Anne - Alegra-te!

Cida Kuntze disse...

Querida Tarci, esse texto me fez lembrar de tantas pessoas queridas que eu conheci que vivem num mundo sem sons.
Achei linda a forma que a tua mãe escreveu.
Um beijo amiga.

Lucinalva disse...

Oi Tarcinha
Estou aqui lendo novamente essa mensagem da sua mamusquinha, ela escreve muito bem, estou aguardando o blog dela. Bjs