quarta-feira, 4 de maio de 2011

Ser ou Não Ser

Quando crianças, os garotos no pátio de recreação citavam brincando a famosa frase de Shakespeare: "Ser ou não ser - eis a questão!" Mas na realidade nós não entendíamos o que ela significava. Mais tarde aprendi que o herói de Shakespeare, Hamlet, que fala estas palavras, é um príncipe melancólico que soube que seu tio matou seu pai e casou com sua mãe. O horror que ele sentiu foi tão perturbador que ele pensou em suicídio. A questão para ele era: "ser" (seguir vivendo) ou "não ser" (tirar sua própria vida).
Às vezes, a dor na vida pode tornar-se tão devastadora que somos induzidos ao desespero. O apóstolo Paulo disse à igreja de Corinto que sua perseguição na Ásia fora tão intensa que ele estava "a ponto de desesperarmos até da própria vida" (2 Coríntios 1:8). Mas ao concentrar-se novamente em Deus que o sustentava, fortaleceu-se em vez de sentir-se sobrecarregado e aprendeu: "para que não confiemos em nós, e sim no Deus que ressuscita os mortos" (v.9).
As provações podem nos fazer crer que a vida não é mais digna de ser vivida. Focalizar-nos em nós mesmos pode nos levar ao desespero. Mas ao depositarmos nossa confiança em Deus teremos uma perspectiva totalmente diferente. Enquanto vivermos neste mundo, podemos ter certeza que a suficiência de nosso Deus irá nos sustentar. E como Seus seguidores, sempre teremos um propósito divino para "ser".

"As provações nos levam a refletir; a reflexão nos torna sábios; a sabedoria torna a vida proveitosa."

"A natureza da tribulação que nos sobreveio... foi acima das nossas forças, a ponto de desesperarmos até da própria vida." (2 Coríntios 1:8)
Leitura: 2 Coríntios 1:3-11

Fonte: Nosso Andar Diário

10 comentários:

Cida Kuntze disse...

Tarci, que meditação linda.
Sabes que é verdade...todo mundo falava: "Ser ou não ser, eis a questão." Mas uma boa explicação nunca era nos dada...rsrs.
Gostei muito do texto.
Beijos amiga!

Edilson Júnior disse...

Tarciii...
Sábado estarei lá... Pizzazinha e tals...
kkkkkkkkkk

Bjuu

Clécia Ferreira disse...

Tarciiii... poxa eu não sabia o porquê desta frase... agora eu já sei... Tarci tbm é cultura!
E que legal vc ter lembrado de mim... Espero que sua amiga tenha sido bem recebida pelos "brasilienses" rss.... Abração pra vc!

Wendel Bernardes disse...

Tarci,
que texto legal!

A historia de Hamlet fica ambientada num cenario de terror do homem! Deus que pode mudar a vida dos que sofrem, seria o refugio completo e eficaz a esse personagem!

Mas o celebre Willian nao conhecia o Deus que nos agarra pelas maos e nos guia atentamente pela Sua misericordia!

Porem, nos que O conhecemos, temos a certeza que nossas dores e angustias sao atendidas prontamente pelos bracos do Pai...

Concordo com a Cidinha, gostei muito do texto!

(Desculpe a falta da ecentuacao, minha filhinha desabilitou meu teclado com apenas dois ou tres toques... ou ela nao gosta de computadores ou sera fera neles mais tarde...rsrsrrsr)

Paz!

Wendel Bernardes disse...

Sabado tem pizza ai... me convida!
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

CORAÇÃO QUE PULSA disse...

EU TAMBÉM QUERO PIZZA!!!!!!!!!!!
kkkkkkkkkkkkkkkk

VIVER OU MORRER!
Na nossa vida temos o privilégio de ter um advogado, um juíz, mestre, que nas horas de decisões difíceis, ELE nos mostra o caminho certo.
Beijos sobrinha
Fica com DEUS.

Wendel Bernardes disse...

É só enviar a passagem por sedex que tô aí juntinho pra curtir.. vai ter de quatro queijos?

Filipe Oliveira disse...

Gostei da reflexão Tarci, eu não conhecia essa história. Mas como bem disse o apóstolo Paulo, tudo isso nos torna mais dependentes do Deus vivo.

Que Deus te abençõe sempre!

Pr. Linaldo Junior disse...

Post muito abençoado... Deus abençoe sua vida, paz!

Suely - HD disse...

Tarci,
Olá querida amiga,

O livro Bom dia Espírito Santo é mto edificante, aprendi muito, muito.

Então vc mostrou a msg p/ Naty? Nossa!! q mundo mais pequeno, mto bom isso.

Sobre o twitter eu não sei usa-lo mto bem, to começando a aprender.

beijos
Su