quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Infância: Uma terra produtiva [Parte 3]

Alguns pensamentos de Charles Spurgeon.

“Dê-nos os primeiros sete anos de uma criança com a graça de Deus, e poderemos desafiar o mundo, a arne e o inimigo a arruinar aquela alma imortal. Estes primeiros anos enquanto o barro ainda está mole e flexível são decisivos para a forma do vaso. Não diga que seu trabalho, vocês que ensinam os jovens, está num nível inferior ao nosso, cujo trabalho principal é com pessoas mais velhas. Não, vocês têm os primeiros anos eles, e suas impressões tenras durarão para sempre. Que elas possam ser boas e somente boas.”

“A criança pequena não tem preconceito, nem teorias pré-concebidas, nem uma abertura que não possa deixar de ter; ela crê no que Jesus diz.”

“Dê-nos os primeiros sete anos de uma criança com a graça de Deus, e poderemos desafiar o mundo, a carne e o inimigo a arruinar aquela alma imortal. Estes primeiros anos enquanto o barro ainda está mole e flexível são decisivos para a forma do vaso.” 
“Não diga que seu trabalho, vocês que ensinam os jovens, está num nível inferior ao nosso, cujo trabalho principal é com pessoas mais velhas. Não, vocês têm os primeiros anos deles, e suas impressões tenras durarão para sempre. Que elas possam ser boas e somente boas.”

“Os Samuéis e Salomões da igreja se tornam sábios em sua juventude. Os Davis e Josias são maleáveis de coração, quando têm pouca idade. Leia acerca da vida da maioria dos ministros eminentes e você com freqüência descobrirá que sua história como cristão começou bem cedo. Mesmo que façamos tudo o que pudermos com as pessoas convertidas no final da vida, nunca poderemos tirar muito delas. Ficamos muito felizes com elas; mas aos setenta anos, o que sobra, mesmo que vivam uns dez anos? Treine uma criança e ela pode ter cinqüenta anos de serviço sagrado para realizar.”

“Um outro motivo de alegria é que um grande trabalho preventivo é realizado quando os jovens são convertidos. A conversão salva uma criança de uma multidão de pecados. Se a eterna misericórdia de Deus abençoar seu ensino a uma criança, com que alegria a vida daquele garoto será comparada com a que teria se tivesse crescido em insensatez, pecado e vergonha, e tivesse apenas sido convertido depois de muito tempo! Um sinal de grande sabedoria e verdadeira prudência é orar por nossas crianças, para que, enquanto jovens, seu coração seja entregue ao Salvador. Recuperar o filho pródigo vale a pena, mas salvá-lo para sempre de ser um filho pródigo é melhor. Trazer de volta o ladrão e o bêbado é uma ação digna de louvor, mas agir de forma que o menino nunca se torne um ladrão ou bêbado é muito melhor.”

“Quanto mais cedo uma alma é iluminada, mais curta é sua noite de escuridão, então quanto mais cedo na vida ocorre a salvação do coração, melhor, e maior a bênção. Receber o orvalho de graça quando ainda estamos no orvalho da juventude é uma bênção dobrada. Você deseja, pela graça de Deus, ganhar um coração para Cristo no começo da vida, e esta é a melhor das bênçãos. Espero que você não esteja entre aqueles que esperam ver suas crianças convertidas apenas quando forem crescidas, e sente-se satisfeito ao deixá-las permanecer em seus pecados enquanto são crianças. Espero que você ore pela conversão das crianças enquanto são crianças, e esteja trabalhando neste sentido com a ajuda graciosa do Espírito. Se você estiver fazendo isto, não conheço qualquer outro serviço mais adequado para incluir os anjos do céu, se lhes fosse permitido fazê-lo. Certamente, se pudessem ensinar o Evangelho para a humanidade e tivessem sua chance como aprendizes, eles iriam passar reto por aqueles que já estivessem endurecidos no pecado e que poderiam dar apenas seus trôpegos anos para Cristo; e ajuntariam para Ele os jovens cujo dia está apenas amanhecendo. Não podemos colocar um serviço contra o outro, mas seja como for, devemos nos considerar felizes, se nossa esfera for entre as crianças. Vamos reunir os botões de rosas por Jesus.”

“Vocês não precisam que eu diga acerca das grandes vantagens da piedade na juventude. Ser um crente em Deus no começo da vida é estar salvo de milhares de lamentos. O homem trazido a Deus no início de sua vida é auxiliado a formar hábitos santos, e é salvo do estado de escravidão de seus opositores. Os hábitos logo se tornam uma nova natureza; formar novos hábitos é uma tarefa dura; mas aqueles formados na juventude permanecem até a idade adulta”.


P.S.: Essa é a última parte da ministração de Raquel Almeida sobre esse tema "Infância: Uma terra produtiva" que ocorreu no Congresso para líderes de crianças na Igreja Missão Betesda - São Gonçalo (RJ) e na Igreja Metodista em Diadema (SP). 

2 comentários:

Daiane disse...

Querida se Você puder me passar o texto completo eu ficaria muito grata,meu Email segue abaixo pra que Você possa me enviar.Tenha um bom dia!
Daiane-raizdedavi@hotmail.com

Cida Kuntze disse...

Eu também quero por e-mail, se possível ok Tarci!
Gostei muito dessa ministração.
Beijinhos amada.