sexta-feira, 26 de junho de 2015

A Supremacia de Deus na Pregação - Parte 1

Olá pessoas!!! 
Após a correria do final do semestre, eis que estou de volta nesse cantinho que amo e diz muito sobre mim. Esses dias estava pensando sobre o que postar e em quanto fazia um trabalho do seminário, a resenha do livro de John Piper "A Supremacia de Deus na Pregação" veio a ideia de fazer postagens sobre os livros que leio, uma forma de indica-los para vocês, que assim como eu apreciam uma boa leitura e também edifica-los através das sínteses, então viro mexeu irei escrever sobre as leituras que faço, algo que não será difícil pra mim, pois uma das coisas que mais gosto de fazer é indicar livros. 
Irei começar essa postagem com o livro que citei a cima de John Piper, irei dividir essa postagem em duas partes, para não ficar um texto muito longo e cansativo. Espero que gostem! 

Jonh Piper é um dos autores mais notável e atuante da atualidade, autor de mais de 40 livros publicados em diversas línguas, alcançando assim com suas publicações milhares de pessoas por toda terra. Ele foi pastor na Bethlehem Baptist Church, em Minneapolis, nos EUA desde 1980.
Autor do livro a Supremacia de Deus na pregação, ele faz um excelente trabalho nessa obra. Ele não instrui como pregar, nem como fazer um esboço, mas trás assuntos essenciais como o foco central da pregação e sobre o coração do pregador. Ele tem como objetivo mostrar que o propósito da mensagem bíblica é a supremacia de Deus em todas as coisas, através de Jesus e pelo poder do Espírito Santo, que o tema unificador seja o zelo que Deus tem para com a sua própria glória, que o objetivo sublime da pregação seja o infinito e inexaurível ser de Deus, e que a atmosfera penetrante da pregação seja a santidade de Deus. John Piper direciona sua obra ao povo de Deus que compartilham a visão da supremacia de um Deus criador.
O autor discorre com uma linguagem simples, sobre sua atuação na igreja local, onde o seu foco é a grandeza e a majestade de Deus. Piper diz que: "A pregação que não contém a grandeza de Deus pode entreter por algum tempo, mas não tocará o clamor secreto da alma: mostra-me a sua glória".
É notório a importância dos pastores espalhar nos púlpitos pregações centradas nas sagradas escrituras e um amor pela supremacia de Deus, pois o povo está morrendo com fome de Dele.
Piper divide o livro em duas partes. Na primeira ele relata sobre "porque Deus deveria ser supremo na pregação" e na segunda (veremos no próximo post) ele fala de "como tonar Deus supremo na pregação", através do ministério de Jonathan Edwards, grande teólogo puritano. Inicialmente Piper defende um esboço trinitariano: O alvo da pregação: a Glória de Deus; A base da pregação: a cruz de Cristo; E o dom da pregação: o poder do Espírito Santo. Deus pai, Deus filho e Deus Espírito Santo são o começo, o meio e o fim da pregação, conforme está escrito em Romanos 11/;36 "Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente". Com isso, o autor defende que o alvo da pregação é a glória de Deus, pois esse é o ponto principal da Bíblia, e dever de toda a crianção. Tudo existe para a glória Dele e a pregação não deve sair desse contexto. O alvo da pregação não deve ser o pregador, nem a sua vida, mas a Cruz de Cristo. Conforme vemos em Galátas 6:14 "Quanto a mim, que eu jamais me glorie, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, por meio da qual o mundo foi crucificado para mim, e eu para o mundo". Satisfaça seu desejo de se gloriar, gloriando-se no Senhor.
Como reconciliar o desejo de satisfação pessoal e o alvo de Deus que é manifestar sua glória? Phillips Brook nos da um conselho: "Nunca deixe que você se sinta a altura de seu trabalho. Se algum dia achar este espírito crescendo em você fique apreensivo". John Piper nos fala que a base da pregação é Cristo e é Ele que nos transforma e nos livra do orgulho. Se desejarmos pregar a palavra, precisamos apenas falar a Palavra inspirada pelo Espírito Santo, no poder concedido pelo Espírito Santo.

Vou ficar por aqui e logo voltarei com a parte 2 deste post. Um ótimo final de semana para todos! Fiquem na paz que excede todo entendimento, a paz de Cristo Jesus!

2 comentários:

Gisele Vargas disse...

Perfeito Tarci! Eu que já li o livro fiquei com vontade de ler de novo...
Excelente livro, ótima recomendação. Tu és ótima em resenha hein amiga,kkk
Grande beijoo

Pr. Edilson Ramos disse...

Boa palavra Tarci. A Glória pertence ao Senhor, eternamente.